SEGURANÇA PÚBLICA E SEU DISCURSO POLÍTICO



Eleições 2014!!Começa a corrida para uma vaga nas Assembléias do povo, e mais uma vez, pretensos candidatos, se aproveitam do sentimento de insegurança para defenderem uma bandeira de intolerância ao criminoso, se apoderando de discursos fascistas como o do Capitão Nascimento:  “bandido bom é bandido morto”!
Neste contexto de insegurança, a mídia local ínsita a violência, repetindo dezenas de vezes o mesmo crime, acusando o Judiciário pela impunidade e a Lei Penal de ser fraca. Com isso, o sentimento de terror se espalha pela Capital e o discurso “empolgante”, mas que não resolve o problema da insegurança vem como uma brisa refrescante aos ouvidos das vítimas sedentas por vingança, deveras, segundo Freud, o interesse do povo pelas notícias sobre crimes se justifica a partir da identificação criminoso versus telespectador, concluindo: todos somos criminosos em potencial!
A questão da insegurança não está relacionada com os problemas administrativos vividos pelas Policias. A violência não se evita, tão-somente, com a presença das forças policiais, mas, principalmente com a presença da Educação na vida das pessoas! Se queremos ver os índices de criminalidade diminuírem é bom que pensemos em educação, e neste contexto devemos englobar: Curso de formação para pais; Planejamento familiar e Escolas de tempo integral para os menores infratores como forma de tirá-los da companhia de traficantes! Os resultados certamente não serão sentidos a curto prazo, todavia, o custo benefício, impedirá a crescente onda de violência!

Voltando as eleições 2014, esperamos que o problema da Segurança se resolva, não com frases de efeito, não com tapinhas nas costas, mas, com uma efetiva política de “vacinação” de nossa população contra o crime! O crime é uma doença e sua profilaxia já é conhecida pela Polícia Militar, do contrário, não existiriam Colégios Militares e programas como o PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência). Esperamos, contudo, que outras instituições se fortaleçam nesse sentido e unidas façamos cumprir o mandamento constitucional: “ Art 144 - Segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos...” 

Nenhum comentário:

Postar um comentário